Que tal se repaginar? Especialmente após o furacão chamado “2020”? E na verdade, se auto avaliar esporadicamente não precisa de nenhuma crise interna ou externa.

Se avaliar, é o melhor que o humano pode fazer por si mesmo, analisar ganhos e perdas após os caminhos, pensamentos, palavras, atitudes e decisões tomadas, de forma voluntária ou não; assim, nesta balança anual do consciente, podemos ir avante mais amadurecidos, (mas não endurecidos) pelas batalhas travadas; afinal, o labor só nos ensina, prepara, vitaliza, prospera, se soubermos colher dele o melhor: a mensagem. Toda guerra (material ou social) traz consigo um motivo-início e propósito-fim, e captá-los para sobreviver melhor é o nosso dever até aquele grande dia, quando nosso calendário encerra na terra, e serão somados todos os nossos feitos para saber, no juízo de Deus, se foram bem feitos.

Então, sabedores desta máxima, termos, em tempo terreno, a chance de corrigirmos um mau feito, é maravilhoso. Para os que quiserem usar desta benesse de poder ponderar sobre a auto performance rumo à maestria pessoal, segue uma dica fácil usando uma técnica de auto avaliação, que já beneficiou muitos por ser simples e eficaz.

1º passo

O primeiro passo foi entender a importância de uma auto avaliação, o segundo passo é fazer sua Auto Análise da seguinte forma:

Liste, separadamente, o que você considera ser: suas forças (qualidades), fraquezas (defeitos), oportunidades (um talento a desenvolver e ainda não o fez) e ameaças (itens paralisantes). Procure extrair deste exercício sua percepção mais ampla de si mesmo, em palavras únicas, pois a síntese nos conduz a fazer uma escolha mais assertiva na busca de uma definição.

Gostou do que escreveu? Dê uma boa olhada e veja se está sendo justo e equilibrado consigo mesmo, sem exageros nem omissões. Ao lembrar de mais itens, vá adicionando, aproveite o passeio introspectivo e mergulhe um pouco mais, pois a verdade mais profunda requer um pouco mais de coragem e sensatez.

Ainda não concluímos. A outra parte desta mesma etapa consiste em enviar uma mensagem a pessoas próximas a você, gente do seu convívio pessoal e profissional, confiável o suficiente para emitir uma opinião a seu respeito, pelas interações ocorridas, com a seguinte pergunta-texto:

– “Olá, tudo bem? Poderia por favor me ajudar em meu exercício de autoconhecimento anual? Por gentileza, me envie uma única palavra que MAIS me define para você”.

Sei que pode ser difícil, mas agradeço muito caso queira colaborar para meu crescimento”. Detalhe: ao receber as respostas, seja polido com todos, sem reatividade nem questionamentos, caso venham respostas inconsistentes – em sua visão.

2º passo

Vencida esta montanha desafiadora, desfeito o nó na garganta, só de imaginar o que vão dizer, você estará apto a continuar preenchendo o seu papel do exercício, onde no título você pode escrever “SWOT” ou simplesmente FOFA (apelido abrasileirado). Agora sim, percorra as palavras, delicie-se imaginando o porquê dessas escolhas, interligue essa informação conectando de quem ela veio. Em algum tempo (que pode ser curto ou longo, depende do seu mergulho interior que esteja pronto a fazer), você já poderá tirar algumas conclusões, surpresas, risos e até suspiros, e enfim, começar, paulatinamente, a partir daí, começar a desenhar seu novo eu, refeito, não só após catástrofe global, mas refeito após seus pares (e ímpares) te definirem simbolicamente em algumas letras apenas.

Pergunta: Você se reconhece ao ler de modo genérico os itens que foram listados sobre você, por você e por outros, nestes quatro elementos? Você já tinha se visto, assim, antes?

Importante entender esta escrita, pois fazer uma boa tradução desse conjunto de você, e de modo tão simplista, ajuda a reescrever (ou permanecer) com seu propósito, e, de quebra, e preferencialmente, mais nítido e objetivo. Percebe nesta pequena análise, como só o essencial permanece e é esta essência que te faz reconectar consigo mesmo? Fantástico esse mergulho interior, para obter a percepção mais aprofundada de si, que proporciona a primeira alavancagem: a aceitação da sua situação real e geral, sem maquiagem, sem enfeites, apenas você.

3º passo

Por fim, planejar anotando ações e prazos do que deve ser feito sobre cada um dos quadrantes desta sua SWOT, para sua manutenção, correção ou evolução. Se você conseguir agir neste plano recém criado, obterá progresso em sua reconstrução. E nem precisaria uma comoção anual gigantesca para isto, bastava adotar este pequeno exercício como motivador de desenvolvimento pessoal, profissional e social.

Entretanto, nunca é tarde para um recomeço mais ciente de si e mais ainda dos outros que nos acompanham nesta breve jornada da vida, e às vezes de tão perto que não os percebemos (alguns até nos sufocam, de tanto amor), outros, ao contrário, nos desprezam, mas não por falta de amor, mas às vezes, por falta de saber expressar o amor).

Amigo leitor, sua grande tarefa agora é se refazer, e melhor, lembrando o que foi perdido com carinho mas sem pesar; celebrando os ganhos sim, mas sem vanglória, mas com humildade. Enfim, se reconstrua, sobreviva, cresça, evolua, erga-se, limpe as vidraças, arrume a sua casa; novos desafios sempre virão mas serão mais facilmente vencidos com auto avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *